quarta-feira, 27 de julho de 2011

Enlouqueci para sobreviver



Eu passei a desenhar miragens tolas e imagens impossíveis para te sentir perto de mim, eu me tornei um ser estranho. Prometi a você que quando a primavera acabasse eu iria lhe proporcionar um jardim florido, prometi que na escuridão seria o seu farol, durante o seu choro iria secar as suas lágrimas, ou se preferir, choraria contigo. Mesmo você sabendo que eu conseguiria cumprir com as minhas promessas, preferiu se afastar. Tentarei acreditar que tu fez uma viagem e logo voltará, me contando os detalhes seguido de um irresistível beijo.
Talvez a sua volta me faça voltar ao normal, mas agora eu enlouqueci para sobreviver.

Com saudades: Jack

8 comentários:

  1. Sabe que enlouquecer pode não ser tão ruim assim.
    Parabéns escritora! (F)

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. O amor em sua grandeza suporta tudo, até mesmo a distância talvez sem motivo de alguém.
    Muito lindo Jel *-*
    Saudades, bjsmeus :*

    ResponderExcluir
  3. Sá, fico honrada em receber comentários seus.
    Beijos carinhosos2

    ResponderExcluir
  4. Tem selo pra você no meu blog Jel, beijos :*

    ResponderExcluir
  5. Olá, passe lá no http://aprimadonemo.blogspot.com/2012/02/tag.html
    tem algo pra você! bjs

    ResponderExcluir
  6. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.


    ResponderExcluir